Pesquisar este blog

Assine minhas postagens

Google+ Followers

quarta-feira, 15 de março de 2017

Apologia às barbas brancas


Porra, a minha barba branca poeticamente eu diria que é branca, porque é o coroamento e medalha, ainda que de prata, do tempo que se viveu neste mundo que jaz no maligno e em o qual eu tentei, ao menos tentei, vencendo minha inenarrável miséria, com a graça de Deus, tentei vencer o mal. As barbas, os cabelos, os pentelhos, o que sejam, brancos, que pena que são grisalhos ou brancos e não d'ouro, mas talvez, convenha que assim no-lo seja, porque o homem se vence, ele no-lo vence pela graça divina, pois o querer e o proceder vem de Deus, de ouro somente Deus.

Nenhum comentário:

Google+ Badge

Um Destino cruel...

Eis, acima, um justo destino para os seguidores dos revolucionários hereges protestantes, esquerdistas, liberais e libertários.

Outros sites relevantes

Postagens mais visitadas