Pesquisar este blog

Assine minhas postagens

Google+ Followers

segunda-feira, 20 de março de 2017

Fernando Holyday, gay e anti-esquerda

O Fernando Holyday como gay que ele é, deveria apoiar a causa gay, defendida pela esquerda, que tende a ser mais sensível à causa dos pobres como a dos gays. É claro que Karl Marx ou que outros líderes da esquerda como Ernesto "Che" Guevara e em todos os países mais à esquerda, historicamente, os gays foram perseguidos, Che Guevara e seu companheiro, Fidel Castro, de fato, eram homofóbicos, mas seria muito mais interessante um gay, que pretende viver a vida toda como gay, pois ao contrário, eu, por exemplo, sou ex-gay, porque sobretudo eu sou cristão, mas o Holyday, deveria dar todo o apoio ao lado do espectro político mais sensível às causas dos historicamente discriminados. O que ocorre, hoje, é uma modinha de dizer-se de direita, sem uma sincera reflexão da parte de muita gente. A direita é a força política de quem prefere muito mais estudar, o que é louvável, mas em deleitar-se a vida toda em observar o mundo do que tentar atuar neste mesmo mundo para, sim, burilá-lo, como que melhorá-lo, sendo o homem sempre artista para diminuir dores e incapacidade humana, fruto da queda no Éden. Então, a feiúra do mal que há no mundo como ao avistarem um gay, certamente choca e afasta um conservador da pessoa de um gay, mais do que um esquerdista que procura sempre quase como que intuitivamente e visceralmente lutar pelos mais desfavorecidos.

Nenhum comentário:

Google+ Badge

Um Destino cruel...

Eis, acima, um justo destino para os seguidores dos revolucionários hereges protestantes, esquerdistas, liberais e libertários.

Outros sites relevantes

Postagens mais visitadas