You may translate my blog if you needing

Pesquisar este blog

Χριστός λυτρωτής (Cristo, o Salvador)

 photo Cristo_zpsi9u1t9yx.jpg

"Porque Deus amou ao mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo o que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna." - João 3:16 ARA

Ícones de uma Igreja cristã reformada: de fato bíblica



"E dar-vos-ei pastores segundo o meu coração, os quais vos apascentarão com ciência e com inteligência." Jeremias 3:15 ACF


Da esquerda para a direita e de cima para baixo: Pedro Valdo (c. 1140-c. 1220), Martinho Lutero (1483-1546), João Calvino (1509-1564), John Knox (1514-1572), Charles Spurgeon (1834-1892), Martyn Lloyd Jones (1899-1981), Francis Schaeffer (1912-1984).

Seguidores

Assine minhas postagens

Ars gratia artis!

 photo triunfo444_zpsebb373bd.jpg

Triunfo de Vênus, pura poesia plástica do Renascimento.

Ars gratia artis!

 photo madr_zpsa4265784.jpg

Vênus ou Afrodite, respectivamente, para romanos e gregos, nascendo de uma madrepérola em plena selva amazônica legal, brasileira, de minha cidade de Belém, a capital do Estado do Pará, em uma magnífica escultura no decadente logradouro público de minha referida cidade, na borda do mundo, na Praça da República.

Principia Sapientiae: a Filosofia como mãe e mestra

 photo Rafael_-_Escola_de_Atenas777_zps8e0f0f71.jpg

"Um filósofo é um intercessor, é um sacerdote. Um filósofo é o anfitrião da verdade digna e acessível aos homens." (João Emiliano Martins Neto)


Add me no ZapZap

 photo whatsapp-blue-tick_zpsae2o5yfc.jpg

Principia Sapientiae: Vamos filosofar? Viva a Filosofia!



Assistam ao meu vídeo, supra, em que faço um convite a você, caro leitor, à Filosofia. Meu convite a você leitor que saiamos da Matrix que é a mesmice, o banal do cotidiano e do senso comum tornados como algo muito ruins quando absolutamente inconscientes acerca de suas naturezas intrínsecas.

Entre em contato comigo pelo email (clique no ícone abaixo)









sexta-feira, 23 de junho de 2017

IMPERDÍVEL! JEAN WYLLYS DECLARA ÓDIO AOS CRISTÃOS!

O Jean Wyllys é ridículo. Todas as referências de direitos humanos, retidão, verdade e sinceridade que ele demonstra e reivindica nos vídeos em que ele aparece na matéria, acima, todas as referências são cristãs para tudo o que é limpo e honesto que ele cobra dos outros e é justamente isso que ele pretende destruir, o que é cristão, o Cristianismo.

 

quinta-feira, 22 de junho de 2017

Quando CUSTA uma PARADA GAY???

Parada do Orgulho Gay, a parada, o festejo de um vício e doença chamado orgulho, que nojo. Eu as vezes duvido que homossexualidade seja uma doença, mas que seria, sim, um gosto como outro qualquer, um mau gosto, convenhamos, e dos mais perigosos, ainda mais para homens gays que saiam por aí pelo vasto mundo com ousadia para assediarem, cortejarem, um outro homem como eles barbudo e acabarem por tomar uns sopapos na cara. Duvido, então, que homossexualidade seja doença, há controvérsias, mas o orgulho? Meu Deus, minha gente, orgulho é uma doença moral, é um vício e enfermidade espiritual e das mais fatais, senão a mais fatal, porque o orgulho fez perder Satanás, e o inferno, o reino escuro do referido ser caído das trevas, o inferno, o suplício sem fim foi fundado no orgulho. Uma parada, festejar algo como o orgulho e orgulho de qualquer coisa, mesmo que orgulho das melhores coisas, é fazer um carnaval em uma UTI, em um velório e enterro; a UTI, velório e enterro da alma humana.


Vejam dois vídeos meus, caros amigos, eu que falo o porquê e como larguei a homossexualidade:

1) Clique aqui;

2) e depois clique aqui.

 

Só Jesus para nos salvar de nós mesmos - Pr Ed René Kivitz - Jo 20

Amém. Linda e marcante pregação. Cristo nosso Deus, o Nosso Deus humanizado revelou e revela, restaurou e restaura o homem como imagem e semelhança de seu Criador, imago Dei, por isso Deus fez-se homem, o Verbo se fez carne e veio habitar entre os homens, e veio habitar entre nós, porque o homem não é a coisa que ele se tornou desde que com Adão, todo homem, nós todos como um só homem com Adão pecamos.

 

A miséria do sexo

Estava em um grupo meio mambembe do Facebook sobre Filosofia e soube lá que há pessoas que trabalham, porque querem fazer sexo com alguém, querem "comer", como se diz popularmente, alguém. Ora, trabalhar, esforçar-se, em vista de se querer "comer" alguém é algo tão reducionista que depois que você comer tal pessoa, não restará depois do sexo nem mesmo um papo, um diálogo com a pessoa comida, porque você não seguiu a lição de Platão que dizia que os sentidos são enganosos, são apenas aparentes não dando a você a noção da coisa em si mesma, a inteligência das coisas que é o que leva as pessoas ao diálogo e a uma relação mais humana, não restrita somente ao corpo e ao sexo que aproxima o homem dos animais, que torna o homem menos homem.

Notem, caros amigos leitores, como o sexo em si mesmo, simplesmente "comer" alguém faz quem está comendo tal pessoa, começar a xingá-la, sim, xingar a pessoa comida ao dizer que ela é de puta, safada, então, bate-se no bumbum da pessoa que está sendo comida e etc.. O sexo aproxima o homem dos animais, faz o homem tornar-se o que ele não é, porque que homem gosta ou confia em putas e safadas? Se não houvesse o sexo, tanto melhor, porque o homem tem mais a ver com os anjos do que com os animais que reduzem-se ao sexo. Eis a miséria do sexo.

quarta-feira, 21 de junho de 2017

Tragédia e drama

Eu não sou especialista em Literatura, mas pelo que sei a tragédia dá-se na ausência de culpa da parte de quem a sofre ou há de sofrer a fatalidade, as consequências absolutamente esmagadoras do destino inevitável - caso a mão dos deuses não interfira - que lhe espera. Tal pessoa ou no caso de um povo, como o meu próprio, o brasileiro, mesmo recusando e detestando a pauta liberal nos costumes esquerdista, mas vive sob o chicote vermelho esquerdopata, o qual, por exemplo, torna o meu povo vítima do holocausto de si próprio em que mais de 70 mil homicídios por ano ocorrem em meu País, o Brasil, mais que o dobro, segundo fiquei sabendo, do que por ano ocorre na guerra na Síria, ou também uma guerra do Vietnã anuais, causado pela criminalidade que se vê muito encorajada para agir já que o Brasil é lack of punishment, como dizem os americanos acerca da Justiça brasileira, porque - sobretudo - estamos, nós, brasileiros, desarmados obrigatoriamente pelo governo, não podemos, então, ter a menor chance contra os bandidos.

Drama, caros leitores, mais uma vez repito, não sou especialista, é qualquer coisa dada como séria e que ocorre no cotidiano e que causa tumulto, sofrimento e dor. Claro aqui que nossos algozes esquerdistas impõem-nos um drama, sobre nós, brasileiros, os heróis trágicos. O cotidiano dramático esquerdista contra nós, o povo e contra ele próprios, como tentarei agora pincelar, ocorre como seria típico ao drama, é porque eles decididamente querem assim, que é o cotidiano de pessoas baixas, mesquinhas, gente com o coração de pedra ainda não substituído pelo coração de carne dos santos. Eu duvido muito se eles tem alguma condição de expressarem algum sentimento por seus familiares e entre eles próprios o dia a dia esquerdista é ora conduzido por psicopatas que são sempre os líderes manipuladores de uma massa de militantes histéricos que creem, de fato, mais nas suas próprias idéias e sentimentos do que nas coisas como de fato são e os que percebem a loucura tratam de agir meio que como os psicopatas e, então, chantageiam os seus companheiros para que permaneçam na loucura visto que algum lucro de prazer fácil em drogas, em sexo, em dinheiro, prestígio ou poder eles estão a auferir.

Tragédia e drama também passei eu mesmo, pessoalmente, caros leitores, padeci no começo da atual década de 2010 deste século quando frequentei igrejas protestantes e não estava nada bem mentalmente, pois sofro de transtorno bipolar e não estava a tratar-me. Claro que inicialmente eu mesmo fui personagem protagonista de um drama, porque eu voluntariamente parei de tomar meus remedinhos. Achei, louco, que poderia viver sem meus remédios para equilibrar-me e evitar os picos de euforia comuns à desordem bipolar, mas não é possível. Se não quero ser um herói trágico, porque esmagado por um destino fatal, devo tratar-me sempre seriamente, até que a providência divina aja por dignar-se a livrar-me de tal peso patológico. Os personagens protagonistas do drama, líderes e membros das igrejas que frequentei, repetindo, drama por mim mesmo iniciado, todavia, eles, por falta de simpatia, soberba, ignorância, maldade e corrupção sobretudo nas pessoas dos líderes pastores de tais igrejas, poderiam ter obrigado-me, sim caro leitor, obrigado-me a tratar-me - afinal eu estava na casa deles - de minha doença bipolar fazendo uso mesmo da força militar de policiais e bombeiros para arrastar-me ao tratamento, visto que o que é que poderia acontecer se eu permanecesse ali em suas igrejas ou saísse às ruas mal do que jeito que estava? Mas eles nada fizeram e sendo um deles de uma das seitas que frequentei, um tal todo-poderoso corifeu acusado de lavagem de dinheiro de milhões de dólares, o cretino chama-se Samuel Câmara, o cara agiu como nenhum pastor líder nunca agiu em uma Assembleia de Deus no Brasil ao longo destes mais de 100 anos de Assembléias de Deus no Brasil e no mundo. Aliás, a seita dele, hoje, é seita, de fato, pois está ficando totalmente desfigurada por doutrinas neopentecostais e gedozistas espúrias. O cara agiu sem a menor autoridade tão típicas dos líderes pastores assembleianos, pois, reitero, ele deveria ter arrastado-me ao tratamento. Drama e tragédia, caros amigos leitores, sendo imperdoável o circo dramático armado pela incúria humana e a tragédia - a menos que Deus aja com sua mão poderosa e braço estendido para interromper a fatalidade - é a triste, mas ao fim e ao cabo, a bela biografia do herói que não pôde, nem ele e nem homem algum, evitar o terrível fim a ele esperado.

segunda-feira, 19 de junho de 2017

Jesus deve ser nossa chave hermenêutica? Augustus Nicodemus

História da salvação, uma progressividade da revelação de Deus nas Escrituras é a melhor chave hermenêutica para a interpretação do texto escriturístico, concordo com o reverendo Nicodemus. Com tal chave cai por terra a crítica católica contra nós, protestantes, quando os romanos usam São Tiago para contrapor-nos, pois é claro que a fé sem obras é morta no contexto do convívio dos cristãos ao longo da história, do dia a dia com o Deus, na Igreja com seus irmãos e diante do mundo.

 

Google+ Badge

Um Destino cruel...

Eis, acima, um justo destino para os seguidores do PT!

Ars gratia artis!

 photo IMG_20170501_100356_zpsq2vzl3ws.jpg

Add me no Zapzap

 photo whatsapp-blue-tick_zpsae2o5yfc.jpg

Outros sites relevantes

Postagens mais visitadas

Leia também sobre a expiação limitada ou sacrifício eficaz

 photo cristo-bom-pastor 6_zpsufwssugx.jpg


Artigo 8 - A eficácia da morte de Cristo

Este foi o soberano conselho, a vontade graciosa e o propósito de Deus, o Pai, que a eficácia vivificante e salvífica da preciosa morte de seu Filho fosse estendida a todos os eleitos. Daria somente a eles a justificação pela fé e, por conseguinte, os traria infalivelmente à salvação. Isto quer dizer que foi da vontade de Deus que Cristo, por meio do seu sangue na cruz (pelo qual ele confirmou a nova aliança), redimisse efetivamente, de todos os povos, tribos, línguas e nações, todos aqueles, e somente aqueles, que foram escolhidos desde a eternidade para serem salvos e lhe foram dados pelo Pai. Deus quis que Cristo lhes desse a fé, que ele mesmo lhes conquistou com sua morte, com outro dons salvíficos do Espírito Santo. Deus quis também que Cristo os purificasse de todos os pecados por meio do seu sangue, tanto do pecado original como dos pecados atuais, que foram cometidos antes e depois de receberem a fé. E que Cristo os guardasse fielmente até o fim e, finalmente, os fizesse comparecer perante o Pai em glória, sem mácula, nem ruga (Efésios 5:27).

"Cânones de Dort", 2º Capítulo da Doutrina: A Morte de Cristo e a Redenção por meio dela.