Pesquisar este blog

Assine minhas postagens

Google+ Followers

sábado, 6 de agosto de 2016

Motivo de um afastamento

O que afasta pessoas da ‪‎Religião‬ é uma visão estreita da vida. ‪‎Deus‬ é a ‪idéia‬ mais alta e necessária que o homem pode ter e a qual a inexistência, por se tratar da idéia mais alta e necessária, é impossível. Mas o homem mergulhado na mesquinharia não quer ouvir falar do melhor, não quer ouvir falar e desinteressasse acerca de Deus.

CARTA FICTÍCIA A UM PROTESTANTE

Belém, PA, 06 de agosto de 2016. (Sábado)

Prezado Doutor Protestante,

Vi seu vídeo na Internet em que você critica o editor da Bíblia, aquele que organizou a Bíblia, que no caso seria a Santa Igreja Católica Apostólica Romana. Mutatis mutantis, note que o editor da Bíblia, eis que não é um editor qualquer, mas é a já referida Santa Igreja Católica Romana, fundada pelo próprio Deus, Cristo Jesus, e que por promessa divina, jamais o poder infernal prevaleceria contra a mesma. No caso, esse editor é de origem divina e exige-nos fé, sim, fé na Santa Igreja, isso é mais velho que andar para frente, é tradição desde os apóstolos: fé na Santa Igreja Católica. Caso sejamos céticos quanto ao editor, céticos em relação à Igreja, como sói ocorrer com os protestantes na poeira nominalista subjetivista moderna deles, acabaremos como os protestantes e você, Sr. Doutor Protestante, parece ser um deles, que acabam acolhendo muito mais a pesquisa histórica própria de vocês e colocam a Arqueologia, a Paleologia, a História, enfim, as ciências humanas, isso mesmo, coisa dos malvados homens desprezados por você em seu vídeo, acima da Fé. De mais a mais, Cristo Jesus mesmo disse que só herdarão o Reino dos Céus quem for como uma criança e a Fé eis que é muito disso um deixar-nos tomar-nos pela mão, à guisa de uma criança, à maneira de um filho que confia no pai, e no caso eis que é o Pai do Céu, que neste mundo expressa-se na pessoa do Santo Padre, o Papa, nosso pai espiritual maior no presente século e pastor.

Grato pela sua atenção, caro Doutor e aqui despeço-me como sempre perseverando em oração pela sua conversão ao bom senso.


JOÃO EMILIANO MARTINS NETO


sexta-feira, 5 de agosto de 2016

O pluralismo religioso e a sensibilidade, o que toca o filósofo

A questão do pluralismo religioso no mundo, das grandes religiões tradicionais, claro, ocorre, porque é como se fossem linhas paralelas que nunca se tocam, mas encontram-se no infinito e o infinito, evidentemente, é Deus. Buda e Cristo encontram-se em Deus, aliás, encontram-se em Cristo, nosso grande Deus e Salvador.

Já aqui mesmo neste mundo grandes mestres como Buda, Cristo ou o Profeta Mohammed acabam tocando um ser mesmo que finito como o filósofo, porque o filósofo de boa cepa busca o saber, enfim, busca a Deus, em que as linhas paralelas representadas por esses fundadores de religiões, vão encontrar-se. O filósofo tem sede de infinito, porque tem sede de saber, tem na verdade sede de Deus, acaba de certa forma fazendo-se um com Aquele que É, que tudo sabe e vê.

quinta-feira, 4 de agosto de 2016

Quem é Nossa Senhora?

A tendência esquerdista do intelectual e do filósofo

O intelectual, o filósofo, tender para esquerda é algo compreensível, porque é como diz o filósofo alemão católico, Josef Pieper, que dizia que a Filosofia é o desaburguesamento do mundo. A imersão total do indivíduo no status quo como quer normalmente a direita é algo que não propicia a reflexão, a desbanalização do banal, o homem não sai do piloto automático. Nesse sentido, a esquerda é como o Cristianismo que se propõe a pescar homens, isto é, a tirá-los de seu meio usual, de seu caldo de cultura banal, propõe-se a tirar o homem de seu aquário dito normal.


quarta-feira, 3 de agosto de 2016

Princípios de sabedoria

Pode parecer paradoxal o que dizia Aristóteles e o que diz a Bíblia sobre o princípio da sabedoria ser naquele a dúvida e Salomão em Provérbios dizer ser que tal princípio é o temor do Senhor, mas ao fim tais paralelas, e por isso eis o paradoxo, acabam se encontrando, no infinito, porque o homem precisa, como recomenda Aristóteles, sempre duvidar de seu saber humano, demasiado humano, e isso o poderá levar ao temor do Senhor, pois diante do temor de desagradar a quem tanto nos amou e deu a Sua vida a fim de salvar-nos o olho do sol que a Fé proporciona ao homem, faz-lhe ver o que não veria por suas próprias forças e o homem sábio passa a ser cético diante de uma suposta onissapiência prometida pelos incrédulos, passa então a ser sábio por tal dúvida e ceticismo através de seu temor ao Senhor.

terça-feira, 2 de agosto de 2016

Motivos para ser um homofóbico assumido

Qualquer conservador e cristão deve sem susto assumir-se homofóbico, porque não é normal não ter uma certa aversão a relacionamentos sexuais entre pessoas do mesmo sexo, porquanto parece evidente que mesmo um gay, se tiver ainda um mínimo de consciência moral, coraria de sair agarrando outro macho, por exemplo, na frente da família em uma reunião ou festinha de família.

A homofobia, segundo a Bíblia, é um notório vestígio de alguém que ainda tem vergonha na cara, porque a Bíblia diz que o que causa a homossexualidade é o embotamento da consciência moral. Ser homofóbico é um direito humano fundamental, porque no mínimo em um país democrático é um direito ser cristão.



domingo, 31 de julho de 2016

Fazendo uma comparação

Quando eu vivia no homossexualismo, JAMAIS, fui tão rejeitado quanto hoje só por ser católico e andar com imagens de devoções católicas, medalhinhas, penduradas ao pescoço, sou chamado de idólatra. Também jamais outrora como hoje sou discriminado por acender um cigarro na espera que o semáforo do trânsito sinalize para que nós pedestres possamos atravessar a rua, logo que acendo o cigarro alguém antitabagista odioso, mais um tabacofóbico esse sim fascista, sai de perto de mim.


Sobre o Catolicismo do brasileiro

O Brasil é um País católico sui generis, não é algo muito ortodoxo, autoconsciente. O brasileiro envolve-se em Espiritismo, nosso País é o mais espírita do mundo, é o único de gente que cultiva um jardim de flores no túmulo de Allan Kardec no Cemitério do Père-Lachaise aonde Kardec está enterrado lá na França, nação que já o esqueceu há muito tempo. O Brasil é um País de macumbeiros, também. Enfim, o Brasil é mais ou menos como o Islã que se expande no mundo, hoje, é um gigante bobo, é um gigante por ser católico ou muçulmano, ou seja, membro de tradições espirituais importantes, mas cujos representantes absolutamente idiotas, negligentes ou bandidos comuns mesmo não sabem direito o que fazem e o que dizem.

Google+ Badge

Um Destino cruel...

Eis, acima, um justo destino para os seguidores dos revolucionários hereges protestantes, esquerdistas, liberais e libertários.

Outros sites relevantes

Postagens mais visitadas