BEM-VINDO!


WELCOME!



Pesquisar este blog

You may translate my blog if you needing

Seguidores

Assine minhas postagens

Google+ Followers

sexta-feira, 5 de agosto de 2016

O pluralismo religioso e a sensibilidade, o que toca o filósofo

A questão do pluralismo religioso no mundo, das grandes religiões tradicionais, claro, ocorre, porque é como se fossem linhas paralelas que nunca se tocam, mas encontram-se no infinito e o infinito, evidentemente, é Deus. Buda e Cristo encontram-se em Deus, aliás, encontram-se em Cristo, nosso grande Deus e Salvador.

Já aqui mesmo neste mundo grandes mestres como Buda, Cristo ou o Profeta Mohammed acabam tocando um ser mesmo que finito como o filósofo, porque o filósofo de boa cepa busca o saber, enfim, busca a Deus, em que as linhas paralelas representadas por esses fundadores de religiões, vão encontrar-se. O filósofo tem sede de infinito, porque tem sede de saber, tem na verdade sede de Deus, acaba de certa forma fazendo-se um com Aquele que É, que tudo sabe e vê.

Nenhum comentário:

Google+ Badge

Um Destino cruel...

Eis, acima, um justo destino para os seguidores dos revolucionários esquerdistas, liberais e libertários.

Outros sites relevantes

Postagens mais visitadas