You may translate my blog if you needing

Pesquisar este blog

A certeza

 photo Cristo_zpsi9u1t9yx.jpg

"Porque Deus amou ao mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo o que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna." - João 3:16 ARA

Ícones de uma Igreja cristã reformada: de fato bíblica



"E dar-vos-ei pastores segundo o meu coração, os quais vos apascentarão com ciência e com inteligência." Jeremias 3:15 ACF


Da esquerda para a direita e de cima para baixo: Pedro Valdo (c. 1140-c. 1220), Martinho Lutero (1483-1546), João Calvino (1509-1564), John Knox (1514-1572), Charles Spurgeon (1834-1892), Martyn Lloyd Jones (1899-1981), Francis Schaeffer (1912-1984).

Seguidores

Assine minhas postagens

Ars gratia artis!

 photo triunfo444_zpsebb373bd.jpg

Triunfo de Vênus, pura poesia plástica do Renascimento.

Ars gratia artis!

 photo madr_zpsa4265784.jpg

Vênus ou Afrodite, respectivamente, para romanos e gregos, nascendo de uma madrepérola em plena selva amazônica legal, brasileira, de minha cidade de Belém, a capital do Estado do Pará, em uma magnífica escultura no decadente logradouro público de minha referida cidade, na borda do mundo, na Praça da República.

Principia Sapientiae: a Filosofia como mãe e mestra

 photo Rafael_-_Escola_de_Atenas777_zps8e0f0f71.jpg

"Um filósofo é um intercessor, é um sacerdote. Um filósofo é o anfitrião da verdade digna e acessível aos homens." (João Emiliano Martins Neto)


Add me no ZapZap

 photo whatsapp-blue-tick_zpsae2o5yfc.jpg

Principia Sapientiae: Vamos filosofar? Viva a Filosofia!



Assistam ao meu vídeo, supra, em que faço um convite a você, caro leitor, à Filosofia. Meu convite a você leitor que saiamos da Matrix que é a mesmice, o banal do cotidiano e do senso comum tornados como algo muito ruins quando absolutamente inconscientes acerca de suas naturezas intrínsecas.

Entre em contato comigo pelo email (clique no ícone abaixo)









sábado, 13 de fevereiro de 2016

sexta-feira, 12 de fevereiro de 2016

Devoção à Santíssima Virgem Maria - Explicação com Padre Paulo Ricardo

Maria, o amor de Maria e a Quaresma

Maravilha termos u'a Mãe como Nossa Senhora. De todas as criaturas e acima de todas as criaturas mesmo os mais espertos, ilustrados, poderosos e ardilosos homens até os mais gloriosos serafins e querubins, porque Nossa Senhora é aquela simples criatura como nós, mas do amor perfeitíssimo. O amor de Maria é o amor sem mescla, é um amor intacto, o amor que desde a criação Deus sonhou receber de suas criaturas a Ele, o seu Criador, o nosso grande Deus e Salvador. Que nessa época de Quaresma 2016 e na Quaresma somos chamados a labutar, e em todas as quaresmas, até a Parousia, que, pela nossa consagração total e sem quaisquer reservas ao imaculado coração da Virgem, a gente possa contar com esse cheio de glória amor de Maria para sermos verdadeiramente cristãos, corpo de Cristo, para sermos Igreja, para sermos outros cristos não por obras para que ninguém se glorie, não por nossos méritos e pelos nossos esforços, que como diz a Bíblia, são trapos de imundície e só geram em nós o orgulho e um senso de que Deus estaria em débito conosco como foi o triste caso do irmão soberbo e ressentido do filho pródigo, narrado no Evangelho.

O Jardim das Aflições - Teaser 2

O que aconteceu com a Quaresma? - Padre Rodrigo Maria

Homilia Diária.142: Sexta-feira depois das Cinzas - A lei da abstinência

quarta-feira, 10 de fevereiro de 2016

Padre Paulo Ricardo: Oração Da Salve Rainha e a Esperança - Acampamento De Ano Novo 2016

Homilia Diária.140: Quarta-feira de Cinzas - As três obras quaresmais

Compreendendo a história da minha Igreja

Um atleta consumado e o fumo

Comecei a praticar corridas, ontem, dia 09 de fevereiro do ano da graça de 2016. Achava que como sou fumante convicto, fanático, impenitente e inveterado eu não estaria em condições de correr, mas tudo foi muito bem, com a graça de Deus. Percebo-me como um atleta consumado, estou a meu ver em perfeitas condições físicas, pois corri sem cansar-me deveras. Estou cheio de força e vigor para a maior glória de Deus. Acho que sou um verdadeiro atleta e consegui isso tudo só nas caminhadas, longas caminhadas que junto com uma dieta rigorosa fizeram-me perder mais de 50 quilos em 9 meses de perseverança e paciência.

Tudo isso fumando pra danar, caro leitor. Desconfio que, entre tantos outros indivíduos bem-aventurados fumantes, sou mais uma prova de que os males do cigarro são ilusórios. São só fruto de mentes loucas, como diz o autor do livro de Provérbios, que pretendem, doidos de pedra como eles só, estenderem os olhos de um extremo a outro da terra para tudo controlar.

segunda-feira, 8 de fevereiro de 2016

Homilia Diária.138: Segunda-feira da 5.ª Semana do Tempo Comum (P) - O Tempo da Igreja

A Arca da Aliança ontem e hoje


Naqueles dias, o rei Salomão convocou à sua presença, em Jerusalém, os anciãos de Israel, os chefes das tribos e os chefes das famílias de Israel, para levarem da Cidade de David, que é Sião, a arca da aliança do Senhor.
Todos os homens de Israel se reuniram junto do rei Salomão, no mês de Etanim, que é o sétimo mês, durante a festa dos Tabernáculos.
Quando chegaram todos os anciãos de Israel, os sacerdotes e os levitas pegaram na arca do Senhor.
Transportaram-na juntamente com a Tenda da Reunião e todas as alfaias sagradas que nela se encontravam.
O rei Salomão e toda a comunidade de Israel, reunida junto dele, diante da arca, ofereciam em sacrifício tantos carneiros e bois que não se poderiam contar nem calcular.
Os sacerdotes colocaram a arca da aliança do Senhor no seu lugar, isto é, na parte interior do templo, chamada Santo dos Santos, sob as asas dos querubins.
Os querubins estendiam as asas por sobre o lugar da arca, cobrindo a arca e os seus varais.
Na arca não havia nada, além das duas tábuas de pedra que Moisés, no monte Horeb, aí tinha colocado: as tábuas da aliança que o Senhor estabeleceu com os filhos de Israel, quando eles saíram da terra do Egipto.
Logo que os sacerdotes saíram do santuário, uma nuvem encheu o templo do Senhor
e os sacerdotes não puderam continuar a exercer o seu ministério por causa da nuvem: a glória do Senhor enchia o templo.
Então Salomão exclamou: "O Senhor decidiu habitar na nuvem escura.
Edifiquei-Vos, Senhor, uma casa para vossa morada, um lugar onde habitareis para sempre". (1º Reis 8,1-7.9-13)



Uma das leituras de hoje da Missa, a do Antigo Testamento, primeiro livro de Reis (supracitado) tem uma dimensão mariana que pode ser facilmente apreendida se somos devotos sinceros e fiéis de Nossa Senhora. A Arca da Aliança do Antigo Testamento que para a Nova Aliança, segundo título dado pela Igreja, pertence hoje à Santíssima Theotokos, porque, diria eu, como na primeira Arca continha somente as tábuas da Lei recebida por Moisés no monte Horeb, em Nossa Senhora, a nova Arca da Aliança estava contida as tábuas da Lei no amor de Nossa Senhora a Deus muitíssimo acima do amor de todos os santos e anjos. E, também, porque as tábuas da Lei esteve como que de outra maneira, porque no ventre mesmo da Deipara Virgem Maria que concebeu o Filho de Deus Jesus Nazareno.

A questão Deus

A questão Deus não se reduz a meras fantasias e mitos como fadas e duendes, segundo os ateus. Deus, eu diria, é o horizonte do infinito, é o que torna tudo o que há de possível e finito como possível. Em si mesmo o finito é incapaz e impossível. O mundo, você, eu, uma pedra ou um cavalo não nos fizemos a nós mesmos. Deus é o infinito, e é impossível, como costuma acontecer na vida de ateus, colocar a natureza, alguma coisa que vemos no mundo como uma pessoa, um carro, um animal como uma divindade, mas esse é sempre o destino trágico do ateu. Acho que se você, caro leitor, dizendo basicamente essas coisas para um ateu acho que você verá, caso ele seja estritamente honesto e honestidade é um dever mais que estrito de todo bom estudante, se ele não vai parar a fim de refletir.

Protestantismo, certo absurdo total

O Protestantismo é um absurdo total é o total mergulho do Cristianismo na obscuridade do subjetivismo e do individualismo. É o fim da Igreja, é o fim da instituição, é a porta do inferno querendo prevalecer contra a Igreja. Digo isso, por exemplo, com relação ao sacerdócio referido em um vídeo por um tal Reverendo Augustus Nicodemus, o papai Smurf herético da seita dos presbiterianos calvinistas que mesmo com barba branca ainda não aprendeu nada na vida. Ora, Cristo é o único sacerdote, claro que o é, mas a Igreja, nós todos e em especial o clero e haviam ordenações já na época dos apóstolos, pois São Paulo constituiu São Timóteo e São Tito como bispos. Ora, Cristo é o único sacerdote, mas Ele é a cabeça da Igreja e nós somos o corpo, a Igreja propriamente dita. Sendo nós todos sacerdotes de alguma forma, chamados a dar a vida se preciso for para que os pecadores como os protestantes ou os muçulmanos tenham o tempo que for preciso para que se convertam. Mas a instituição, a Igreja, subsiste no seu clero, no Papa, nos bispos do mundo inteiro em comunhão com o Papa e nos presbíteros e diáconos. Sem a Igreja, instituição, sem esta bendita instituição intermediária na sociedade resta somente a razão de Estado, resta somente o secularismo e a onipotência estatal para proteger o subjetivismo, o individualismo e as disputas entre as seitas protestantes, permitindo a tal liberdade religiosa para que, ao fim e ao cabo, Satanás seja adorado em uma certa Marcha para Satanás que houve no Brasil há algumas semanas atrás.

Diferenças

Uma diferença entre o santo e fiel católico e o pobre diabo pecador protestante é que o católico ama a Deus, é alguém livre, por isso procura amar o seu Papai Criador, enquanto o protestante vive na ilusão de um fanatismo histérico imposto aos gritos por algum bandido comum trajado de paletó Armani em algum boteco, alguma seita protestante perdida em alguma esquina do fim do mundo.

domingo, 7 de fevereiro de 2016

"Cristianismo bíblico" e Cristianismo católico

O Sacrário, Nossa Senhora e o tempo

Sacrário de Nossa Senhora do Pilar (Minas Gerais)

O tempo diante do Sacrário só faz sentido quando, totalmente consagrados à Santíssima Theotokos, reconhecemos que ali naquela caixinha sagrada aquela carne e aquele sangue e aquela alma humana de Cristo e divindade do Filho de Deus tão definitivamente unida à humanidade do mesmo Cristo Jesus, é alma, corpo, sangue e coração sagrado frutos da alma, corpo, sangue e coração imaculado de Maria Senhora nossa.

282. 5.º Domingo do Tempo Comum - Do mar, Jesus pesca os que estão na terra



Google+ Badge

Um Destino cruel...

Eis, acima, um justo destino para os seguidores do PT!

Add me no Zapzap

 photo whatsapp-blue-tick_zpsae2o5yfc.jpg

Outros sites relevantes

Postagens mais visitadas

Leia também sobre a expiação limitada ou sacrifício eficaz

 photo cristo-bom-pastor 6_zpsufwssugx.jpg


Artigo 8 - A eficácia da morte de Cristo

Este foi o soberano conselho, a vontade graciosa e o propósito de Deus, o Pai, que a eficácia vivificante e salvífica da preciosa morte de seu Filho fosse estendida a todos os eleitos. Daria somente a eles a justificação pela fé e, por conseguinte, os traria infalivelmente à salvação. Isto quer dizer que foi da vontade de Deus que Cristo, por meio do seu sangue na cruz (pelo qual ele confirmou a nova aliança), redimisse efetivamente, de todos os povos, tribos, línguas e nações, todos aqueles, e somente aqueles, que foram escolhidos desde a eternidade para serem salvos e lhe foram dados pelo Pai. Deus quis que Cristo lhes desse a fé, que ele mesmo lhes conquistou com sua morte, com outro dons salvíficos do Espírito Santo. Deus quis também que Cristo os purificasse de todos os pecados por meio do seu sangue, tanto do pecado original como dos pecados atuais, que foram cometidos antes e depois de receberem a fé. E que Cristo os guardasse fielmente até o fim e, finalmente, os fizesse comparecer perante o Pai em glória, sem mácula, nem ruga (Efésios 5:27).

"Cânones de Dort", 2º Capítulo da Doutrina: A Morte de Cristo e a Redenção por meio dela.