You may translate my blog if you needing

Pesquisar este blog

Χριστός λυτρωτής (Cristo, o Salvador)

 photo Cristo_zpsi9u1t9yx.jpg

"Porque Deus amou ao mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo o que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna." - João 3:16 ARA

Ícones de uma Igreja cristã reformada: de fato bíblica



"E dar-vos-ei pastores segundo o meu coração, os quais vos apascentarão com ciência e com inteligência." Jeremias 3:15 ACF


Da esquerda para a direita e de cima para baixo: Pedro Valdo (c. 1140-c. 1220), Martinho Lutero (1483-1546), João Calvino (1509-1564), John Knox (1514-1572), Charles Spurgeon (1834-1892), Martyn Lloyd Jones (1899-1981), Francis Schaeffer (1912-1984).

Seguidores

Assine minhas postagens

Ars gratia artis!

 photo triunfo444_zpsebb373bd.jpg

Triunfo de Vênus, pura poesia plástica do Renascimento.

Ars gratia artis!

 photo madr_zpsa4265784.jpg

Vênus ou Afrodite, respectivamente, para romanos e gregos, nascendo de uma madrepérola em plena selva amazônica legal, brasileira, de minha cidade de Belém, a capital do Estado do Pará, em uma magnífica escultura no decadente logradouro público de minha referida cidade, na borda do mundo, na Praça da República.

Principia Sapientiae: a Filosofia como mãe e mestra

 photo Rafael_-_Escola_de_Atenas777_zps8e0f0f71.jpg

"Um filósofo é um intercessor, é um sacerdote. Um filósofo é o anfitrião da verdade digna e acessível aos homens." (João Emiliano Martins Neto)


Add me no ZapZap

 photo whatsapp-blue-tick_zpsae2o5yfc.jpg

Principia Sapientiae: Vamos filosofar? Viva a Filosofia!



Assistam ao meu vídeo, supra, em que faço um convite a você, caro leitor, à Filosofia. Meu convite a você leitor que saiamos da Matrix que é a mesmice, o banal do cotidiano e do senso comum tornados como algo muito ruins quando absolutamente inconscientes acerca de suas naturezas intrínsecas.

Entre em contato comigo pelo email (clique no ícone abaixo)









terça-feira, 30 de junho de 2015

Viagem de meus pais e São Cristóvão

Por João Emiliano Martins Neto


Meus pais viajaram, hoje, para São Paulo a fim de visitarem uma irmã minha que mora com o marido e a única filha do casal naquele Estado. Que São Cristóvão, o padroeiro dos viajantes e motoristas, os abençoe e os encaminhe ao destino deles em segurança. Não só eles, mas que tenham uma boa viagem todos os passageiros do voo e os pilotos os conduzam em paz ao seus destinos.

O querido São Cristóvão venerado pela única, santa e verdadeira Igreja de Cristo que é a Igreja Católica é aquele gigante fisicamente e na fé que queria servir a quem dominava o mundo. O gigante chegou a servir a Satã achando que o maldito era senhor de alguma coisa até que um dia um menino pediu que São Cristóvão o baldeasse para o outro lado do rio onde o santo trabalhava. Quando, de repente, o menino começou a pesar demais. Então, Cristóvão perguntou ao menino porque acontecera isso. Então, o menino disse que ele pesava assim, pois o menino levava o mundo nas costas, ou seja, o pecado do mundo inteiro nas costas. O menino era Jesus.

Assim, que São Cristóvão, também, leve os seus pupilos viajantes e pilotos e motoristas aos seus destinos com a sua poderosa e gigantesca intercessão. Que esse destino final e bom seja o céu ao conduzir a todos nós a Cristo nosso único e suficiente Salvador, nós que em São Cristóvão confiamos pela comunhão dos santos.

segunda-feira, 29 de junho de 2015

Homossexualidade x Heterossexualidade ou entre algo inútil e a fecundidade

Por João Emiliano Martins Neto



A homossexualidade abriu a caixa de Pandora para todas as loucuras sexuais que existem e por existir. Só restou, como no mito de Pandora, a esperança e no caso a esperança de que um dia a humanidade se dê conta que somente a heterossexualidade, com a reserva de ser vivida no sacramento do matrimônio, é a única sexualidade saudável, útil, fecunda, porque natural e por isso mesmo moralmente aceitável e defensável.

#26 - Como se aprender a filosofar?

domingo, 28 de junho de 2015

O desgaste do PT inviabilizou o partido

Dia de um pai e festa de São Pedro e São Paulo

Por João Emiliano Martins Neto


Papa Francisco
No segundo domingo do mês de agosto de cada ano se comemora o dia dos pais. Hoje, e a cada ano, no último domingo de junho se comemora o dia de um pai também, um grande pai, um paizão que é o Papa. Hoje é dia do Papa, o Santo Padre, o supremo pastor da única, santa e verdadeira Igreja de Cristo que é a Igreja Católica.

Também hoje é dia de São Pedro e São Paulo, os líderes maiores da Igreja Católica sendo Pedro e seus sucessores a pedra fundamental da Igreja de Cristo. Pedro e seus sucessores devem confirmar os irmãos na fé e com as chaves que Cristo Jesus lhe deu ligar ou desligar aqui na terra para que também seja ligado ou desligado o que quer que seja no céu. Papa, em latim, quer dizer papai. O Papa é nosso fecundo pai na fé, deve gerar filhos para o Reino de Deus. Já Paulo e seus sucessores que somos todos nós, pois devemos ter o mesmo espírito missionário, na força do Espírito Santo, convertendo os gentios de nosso tempo. Voltando a Pedro, de certa maneira, como disse o próprio Pedro em uma de suas cartas, somos também pedros, pois  somos pedras vivas construindo e reconstruindo a Igreja de Cristo ao longo da História.


São Pedro e São Paulo (El Greco)
Que peçamos à Virgem Maria, medianeira de todas as graças, que novos paulos e pedros surjam para que sejamos Igreja em saída rumo ao mundo, rumo às periferias existenciais e geográficas que é a essência deste mundo perdido, que como Paulo evangelizemos. E que como São Pedro que é a pedra, sejamos a pedra no sapato que este mundo alicerçado na geléia dos ventos de doutrina que o levam de um lado para o outro. Este mundo precisa de um basta na rota de colisão do mesmo rumo ao abismo da perdição do inferno se firmando na firme rocha que é São Pedro e seus sucessores, o mundo precisa ingressar na Santa Igreja Católica.

Que como São Paulo saibamos honrar e ter um arraigado amor filial pelo nosso líder, o Papa, mas se preciso for, que resistamos na cara dele caso se desvie da fé como tem feito o nosso amado Papa Francisco que vem estimulando movimentos de esquerda como a ONU e a movimentos de esquerda latinoamericanos como o MST e a Via Campesina que pretendem, como na igreja da Galácia condenada por São Paulo em uma de suas cartas, acabar com a liberdade dos cristãos dando todo o poder ao Estado com seu legalismo fanático que vai contra a salvação pela graça, mediante a fé em Cristo Jesus, não por obras para que ninguém se glorie.

U.S.A - Casamento Gay Pride!

Google+ Badge

Um Destino cruel...

Eis, acima, um justo destino para os seguidores do PT!

Ars gratia artis!

 photo IMG_20170501_100356_zpsq2vzl3ws.jpg

Add me no Zapzap

 photo whatsapp-blue-tick_zpsae2o5yfc.jpg

Outros sites relevantes

Postagens mais visitadas

Leia também sobre a expiação limitada ou sacrifício eficaz

 photo cristo-bom-pastor 6_zpsufwssugx.jpg


Artigo 8 - A eficácia da morte de Cristo

Este foi o soberano conselho, a vontade graciosa e o propósito de Deus, o Pai, que a eficácia vivificante e salvífica da preciosa morte de seu Filho fosse estendida a todos os eleitos. Daria somente a eles a justificação pela fé e, por conseguinte, os traria infalivelmente à salvação. Isto quer dizer que foi da vontade de Deus que Cristo, por meio do seu sangue na cruz (pelo qual ele confirmou a nova aliança), redimisse efetivamente, de todos os povos, tribos, línguas e nações, todos aqueles, e somente aqueles, que foram escolhidos desde a eternidade para serem salvos e lhe foram dados pelo Pai. Deus quis que Cristo lhes desse a fé, que ele mesmo lhes conquistou com sua morte, com outro dons salvíficos do Espírito Santo. Deus quis também que Cristo os purificasse de todos os pecados por meio do seu sangue, tanto do pecado original como dos pecados atuais, que foram cometidos antes e depois de receberem a fé. E que Cristo os guardasse fielmente até o fim e, finalmente, os fizesse comparecer perante o Pai em glória, sem mácula, nem ruga (Efésios 5:27).

"Cânones de Dort", 2º Capítulo da Doutrina: A Morte de Cristo e a Redenção por meio dela.