You may translate my blog if you needing

Pesquisar este blog

A certeza

 photo Cristo_zpsi9u1t9yx.jpg

"Porque Deus amou ao mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo o que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna." - João 3:16 ARA

Ícones de uma Igreja cristã reformada: de fato bíblica



"E dar-vos-ei pastores segundo o meu coração, os quais vos apascentarão com ciência e com inteligência." Jeremias 3:15 ACF


Da esquerda para a direita e de cima para baixo: Pedro Valdo (c. 1140-c. 1220), Martinho Lutero (1483-1546), João Calvino (1509-1564), John Knox (1514-1572), Charles Spurgeon (1834-1892), Martyn Lloyd Jones (1899-1981), Francis Schaeffer (1912-1984).

Seguidores

Assine minhas postagens

Ars gratia artis!

 photo triunfo444_zpsebb373bd.jpg

Triunfo de Vênus, pura poesia plástica do Renascimento.

Ars gratia artis!

 photo madr_zpsa4265784.jpg

Vênus ou Afrodite, respectivamente, para romanos e gregos, nascendo de uma madrepérola em plena selva amazônica legal, brasileira, de minha cidade de Belém, a capital do Estado do Pará, em uma magnífica escultura no decadente logradouro público de minha referida cidade, na borda do mundo, na Praça da República.

Principia Sapientiae: a Filosofia como mãe e mestra

 photo Rafael_-_Escola_de_Atenas777_zps8e0f0f71.jpg

"Um filósofo é um intercessor, é um sacerdote. Um filósofo é o anfitrião da verdade digna e acessível aos homens." (João Emiliano Martins Neto)


Add me no ZapZap

 photo whatsapp-blue-tick_zpsae2o5yfc.jpg

Principia Sapientiae: Vamos filosofar? Viva a Filosofia!



Assistam ao meu vídeo, supra, em que faço um convite a você, caro leitor, à Filosofia. Meu convite a você leitor que saiamos da Matrix que é a mesmice, o banal do cotidiano e do senso comum tornados como algo muito ruins quando absolutamente inconscientes acerca de suas naturezas intrínsecas.

Entre em contato comigo pelo email (clique no ícone abaixo)









sexta-feira, 12 de junho de 2015

Dia 12 de junho, dia do Sagrado Coração

Por João Emiliano Martins Neto


Neste dia 12 de junho, dia do Sagrado Coração de Jesus é bom refletir que o coração na Bíblia quer dizer o mais profundo, o âmago, o cerne de nosso ser. No caso do Coração Sagrado de Cristo é o mais recôndito de um Deus que escolheu se deixar sofrer, padecer, imolar, morrer e ser transpassado pela lança de São Longinus para a nossa salvação. É um âmago de um ‪‎Deus‬ todo dom pelos seus santos.

Viva!

Por João Emiliano Martins Neto


Viva o ‪‎Sagrado Coração de Jesus‬, esse coração sagrado maravilhoso que é o cerne, o âmago, o mais profundo por se tratar de coração de alguém como Jesus Cristo‬ o servo sofredor, perfeito, abnegado, sacrificado, ferido, morto e transpassado pela nossa salvação.

Amém, amém e amém!

quinta-feira, 11 de junho de 2015

A isca, a misericórdia, a esperança e os desesperados

Por João Emiliano Martins Neto

Os cristãos tem razão em ter uma misericórdia sem fim, misericórdia usada como isca pelo movimento LGBT para profanar símbolos religiosos cristãos, porque foram perdoados infinitamente por Deus em Jesus Cristo morto por nossos pecados. O problema é que o movimento LGBT sai desse infinito perdão e misericórdia quando escarnece da fé, pois peca contra o Espírito Santo. Ou seja, o movimento gay desespera da fé, não espera nada daquilo que esperamos pela fé em Cristo. Então, a questão não é os cristãos não serem misericordiosos, o problema é o movimento gay desprezar tal misericórdia.

Cristo descanso nosso

Por João Emiliano Martins Neto

Nosso Senhor Jesus Cristo é o nosso descanso. Somente pela fé, o homem relaxa da trabalheira que é todo o legalismo, o ser humano de toda a raça, língua e cor descansa do trabalho que todo o legalismo presente na consciência de cada homem, na lei dos homens e nas culturas é capaz de se fazer pesado nas costas de um ser humano.

Se você for um crente em Cristo respire aliviado, pois chegou o seu sábado, a qualquer momento mesmo que os legalismos, como razão pois você é pecador, vierem fazer as suas costumeiras cobranças.

Absurdo e Vergonhoso! OAB é a favor do Crime do Ativismo Gay

O Boticário, Parada Gay e PT; Pr. Silas Malafaia Comenta

quarta-feira, 10 de junho de 2015

Sobre a Graça Irresistível - Héber Campos Jr.

Mudar pra que?

Por João Emiliano Martins Neto


"Por eles é que eu rogo. Não rogo pelo mundo, mas por aqueles que me deste, porque são teus." (São João XVII,9)


Mudar o ‪mundo pra quê? Jesus Cristo‬ na oração sacerdotal registrada no ‪‎Evangelho‬ segundo São João, não orou pelo mundo, mas só pelos eleitos. O mundo que se lasque, está perdido mesmo, não vai mudar nunca para melhor e o próprio Jesus não dedicou ao tal de mundo nem sequer uma oração.

terça-feira, 9 de junho de 2015

O abismo

Por João Emiliano Martins Neto


Há abismos no ser humano que ele mesmo ignora e se acha um santinho, mas o abismo está lá é profundo, terrível e o fundo desse poço sem fundo está lá, a origem de tudo, que é o pecado de Adão com o qual pecamos todos nós no Éden aonde teve origem o primeiro pecado que é o orgulho humano que pretende divinizar a simples criatura.

Fulton Sheen dixit!

Por Arcebispo Venerável Fulton Sheen em "O Problema da Liberdade".  Editora Agir, 1962, pp. 15



"A indiferença ao Cristo não termina e nem pode terminar na ausência do Cristo; acaba no Anticristo.


Foi assim no começo; é assim agora, e será assim até o fim. ensinaram a Europa a cerrar o punho e a cuspir sempre que Seu nome é ouvido; não O podem deixar só. Eles não são precisamente homens sem religião; são homens contra a religião; não mostram frieza para com Deus, entregam-se ao ateísmo com todo o ardor.

Donde tiram eles energia para esse ódio? Donde tal entusiasmo pelo ateísmo? Como conseguem tal apostolado pelo Anticristo, tantas espadas para a pilhagem das coisas de Deus e assassínio das mulheres de Deus? Donde tirou a Rússia esse ímpeto para implantar em Valência, pela primeira vez na história do mundo ocidental, um regime declaradamente contra Deus? Tirou-o da realidade de Deus. Os homens não se entusiasmam por fantasmas. Os homens não saem a campo para dar combate às ficções da imaginação nem a mortos. Odeiam, entretanto, os vivos. Rejeitando-O, estão eles prestando-Lhe testemunho. Ninguém odeia César, Napoleão ou Gengis Khan. E por que não? Porque morre o ódio quando perece o objeto odiado. Os homens já não cerram mais os punhos contra um Bismarck, nem montam mais guarda ao túmulo de um Nelson. Mas cerram ainda os punhos contra o Cristo. Dizem que Ele está morto, mas põem sentinelas em Seu túmulo. Dizem que Ele é inofensivo enquanto criança, contudo Herodes manda os seus soldados matar a Criança indefesa.

A verdade é que eles odeiam porque creem - não com a fé dos redimidos, mas com a fé dos condenados."

segunda-feira, 8 de junho de 2015

Conselhos ao movimento LGBT e aos gays

Por João Emiliano Martins Neto

Ao contrário do escárnio da última parada gay de São Paulo em que uma miserável criatura se travestiu de Cristo crucificado, os gays poderiam mostrar com respeito uma encenação da crucificação de Nosso Senhor como quem une os próprios sofrimentos de ser gay com a cruz de Cristo. Jesus foi pregado na cruz por nossos pecados sendo Ele inocente e nós somos crucificados merecidamente, mas Cristo já sofreu por nós a punição devida. Jesus está nos mais pequeninos dos pequeninos, isto é, também em pessoas que passam pela desordem que é o homossexualismo. Mas é claro, para isso o movimento LGBT precisaria parar de de forma unilateral de se orgulhar de sentir tesão anal e até mesmo permitir na parada gay a presença de gays cristãos e ex-gays, mas isso o fascismo gay não permite.

A própria homofobia que os gays sofrem pode ser considerada uma forma deles serem crucificados, nesse sentido a encenação na parada gay de São Paulo é até correta, mas a questão é que qualquer contrariedade aos seus desígnios é homofobia para o movimento LGBT.

E ademais, a rigor, somente os gays cristãos podem ser dispensados de não serem crucificados pela homofobia, pois só eles são justificados somente pela fé em Jesus Cristo, como ensina a religião.

Gadarenos de ontem e de hoje, os porcos humanos

Por João Emiliano Martins Neto


"Toda a cidade saiu ao encontro de Jesus, e quando o viram, suplicaram-lhe que saísse do território deles." (Mateus 8:34)
 
Esses gadarenos que expulsaram Nosso Senhor e que apascentavam porcos na verdade apascentavam a si mesmos, eles eram os porcos daquela época e de todos os tempos na pessoa daqueles que rejeitam deliberadamente tão grande salvação e acesso a Deus por graça e somente mediante a fé em Cristo Jesus.

Gadarenos de ontem e de hoje são porcos humanos!

Google+ Badge

Um Destino cruel...

Eis, acima, um justo destino para os seguidores do PT!

Add me no Zapzap

 photo whatsapp-blue-tick_zpsae2o5yfc.jpg

Outros sites relevantes

Postagens mais visitadas

Leia também sobre a expiação limitada ou sacrifício eficaz

 photo cristo-bom-pastor 6_zpsufwssugx.jpg


Artigo 8 - A eficácia da morte de Cristo

Este foi o soberano conselho, a vontade graciosa e o propósito de Deus, o Pai, que a eficácia vivificante e salvífica da preciosa morte de seu Filho fosse estendida a todos os eleitos. Daria somente a eles a justificação pela fé e, por conseguinte, os traria infalivelmente à salvação. Isto quer dizer que foi da vontade de Deus que Cristo, por meio do seu sangue na cruz (pelo qual ele confirmou a nova aliança), redimisse efetivamente, de todos os povos, tribos, línguas e nações, todos aqueles, e somente aqueles, que foram escolhidos desde a eternidade para serem salvos e lhe foram dados pelo Pai. Deus quis que Cristo lhes desse a fé, que ele mesmo lhes conquistou com sua morte, com outro dons salvíficos do Espírito Santo. Deus quis também que Cristo os purificasse de todos os pecados por meio do seu sangue, tanto do pecado original como dos pecados atuais, que foram cometidos antes e depois de receberem a fé. E que Cristo os guardasse fielmente até o fim e, finalmente, os fizesse comparecer perante o Pai em glória, sem mácula, nem ruga (Efésios 5:27).

"Cânones de Dort", 2º Capítulo da Doutrina: A Morte de Cristo e a Redenção por meio dela.